logo

Tecnologias da Informação e Organizações Sociais

O programa de pesquisa e extensão "Tecnologias da Informação e Organizações Sociais - TEIOS ", do curso de Sistemas de Informação da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, localizada na cidade de Diamantina, Minas Gerais, nasceu em 2011, com a finalidade de atender uma demanda regional. Visava aproximar a população, especialmente as dos distritos rurais, das tecnologias de informação, por meio de projetos de pesquisa e extensão.

 

Imagem de capa do card

Portal das comunidades é resultado de um trabalho de pesquisa e extensão do grupo OSI - Organizações e Sistemas de Informação, financiados pelo CNPQ, Edital universal 2010, com o apoio da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura - PROEXC, e do curso de Sistemas de Informação da UFVJM, cujo objetivo é traçar um perfil das condições de trabalho dos produtores agrícolas familiares e artesanais dos seguintes distritos de Diamantina: São João da Chapada, Sopa e Mendanha. É importante destacar que para a elaboração deste site, foram adotadas metodologias participativas-dialógicas para que a comunidade pudesse se apropriar, de fato, desta ferramenta, e fazer uso dela para satisfazer suas demandas.

Conheça
Imagem de capa do card

O Observatório da Gestão de Instituições, Empreendimentos e Negócios de Diamantina– OGIEND é um site de divulgação das formas, condições e relações de trabalho diagnosticadas na cidade de Diamantina, Minas Gerais, que deverá abranger outras localidades e distritos que fazem parte da região do Alto Jequitinhonha. O site, semestralmente, conta com novas publicações científicas, em formato de revista digital sobre o objeto mencionado, desenvolvidas por estudantes da disciplina de Administração II, do curso de Sistemas de Informação – UFVJM .

Conheça
Imagem de capa do card

Construindo a própria história: racismo e representatividade da criança negra na literatura infantil. O projeto financiado e registrado pelo Programa de Cultura e Arte da PROEXC, sob o número 026.2.035-2017, juntamente com o PPGEd e o LIFE, foi desenvolvido em uma escola de educação infantil -CMEI, em um bairro periférico da cidade de Diamantina – MG. A intenção era de que a história do primeiro livro “Eu posso ser...o que eu quiser ser!” fosse compartilhada nas escolas do ensino infantil e que esta ação proporcionasse uma circunstância dialógica, na qual as crianças, especialmente as de pele negra, pudessem se identificar com os conflitos da personagem e também se posicionarem a favor do diverso, da liberdade de escolha sobre as cores, sobre o que vestir, sobre o que e como brincar, e da possibilidade de estabelecerem, dentro de parâmetros éticos, um comportamento solidário, no qual as histórias da própria vida não devem se mirar em padrões predefinidos e estereotipados, porque estas vidas e suas subjetividades devem ser livremente construídas.

Conheça
Imagem de capa do card

Percepções sobre a educação no BrasilEsse projeto foi desenvolvido pelos discentes da disciplina da Administração: Teoria e Estrutura, do mestrado em Educação-PPGED, da UFVJM. Intitulado "Percepções sobre a educação no Brasil em tempos da Pec 241 e da Reforma do Ensino Médio", teve como objetivo fotografar as estruturas físicas das escolas públicas, os contextos nos quais ela se inserem e colher depoimentos de profissionais, estudantes e pais que expressem suas percepções sobre as dificuldades encontradas para a gestão escolar.

Conheça
   

O programa de pesquisa e extensão "Tecnologias da Informação e Organizações Sociais - TEIOS ", do curso de Sistemas de Informação da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, localizada na cidade de Diamantina, Minas Gerais, nasceu em 2011, com a finalidade de atender uma demanda regional. Visava aproximar a população, especialmente as dos distritos rurais, das tecnologias de informação, por meio de projetos de pesquisa e extensão. Foram as experiências adquiridas no contato com estas populações das comunidades rurais no entorno da cidade de Diamantina como, São João da Chapada, Sopa, Mendanha, Milho Verde e Tombadouro, que ofereceram embasamento para docentes, técnicos e discentes envolvidos, proporem ações no campo da tecnologia de informação, que possibilitariam maior integração comunitária e com o mundo externo, possibilidade de divulgação e comercialização dos seus produtos artesanais, agroecológicos, promoção do turismo solidário e divulgação das especificidades culturais. Ou seja, por meio destes projetos que utilizam como base a tecnologia da informação, o que inclui o uso intensivo da internet, verificou-se a possibilidade destas comunidades buscarem alternativas aos problemas locais, se qualificarem por meio de cursos à distância e gerarem trabalho e renda. O primeiro projeto vinculado ao programa foi "Estratégias para o empoderamento das comunidades do Vale do Jequitinhonha São João da Chapada, Mendanha e Sopa: usando as Tecnologias de Informação como meio de integração". Sua execução foi prolongada por três anos, de 2011 a 2013, pois contava com auxílio fundamental de uma bolsista PIBEX – Programa Institucional de Bolsas de Extensão da Pró-reirotia de Extensão e Cultura - PROEXC da UFVJM, e resultou no site Portal das Comunidades . A partir desse momento, outras frentes de extensão e pesquisa foram abertas, especificamente no campo da educação, sendo extremamente necessário alterar os objetivos do programa tendo em vista este novo panorama. Nesse sentido, na tentativa de abarcar de maneira mais abrangente todos os projetos desenvolvidos pela equipe do TEIOS, criou-se, no seu interior, um sub -programa denominado ESODUC – Empreendedorismo Social e Educacional com apoio tecnológico: enfrentando as desigualdades com soluções inovadoras, registrado na PROEXC sob o número 010.1.240-2018. Assim, compreende-se que este novo programa atende as demandas geradas pelas disciplinas de Administração, do curso de Sistemas de Informação da UFVJM e das disciplinas de Gestão vinculadas a linha de pesquisa Gestão de Instituições Educacionais, do Programa de Mestrado Profissional em Educação – PPGEd, visando promover e divulgar as ações realizadas pelos discentes de graduação e pós-graduação envolvidos. As referidas disciplinas trabalham, juntamente com seu conteúdo programático, projetos relativos à Teoria Geral da Administração apoiados em tecnologia. Seu principal objetivo é, por meio de uma plataforma online, divulgar e promover todas as ideias implementadas pelos projetos nos quais deverá ser possível experimentar, testar e desenvolver habilidades técnicas, conceituais e humanas, necessárias ao gestor e empreendedor.

ESODUC – Empreendedorismo Social e Educacional com apoio tecnológico: enfrentando as desigualdades com soluções inovadoras, registrado na PROEXC sob o número 010.1.240-2018. É uma demanda das disciplinas de Administração I, do curso de Sistemas de Informação da UFVJM e das disciplinas de Administração vinculadas a linha de pesquisa Gestão de Instituições Educacionais do Programa de Pós-Graduação em Educação, mestrado profissional, que visa promover e divulgar as ações realizadas pelos discentes de graduação e pós-graduação envolvidos. Tem como objetivo desenvolver uma plataforma online para promover, dar visibilidade e mediar apoio aos projetos de empreendedorismo social e educacional desenvolvidos pelos estudantes de graduação em Sistemas de Informação e pós-graduação em Educação.

 Projetos vinculados ao ESODUC:

AS CORES DA LEITURA: um diálogo sobre racismo e representatividade da criança negra apoiado na literatura infantil. Registro (em processo, aprovado no edital 2019-2020) A proposta deste projeto de extensão e cultura nasceu a partir do desdobramento do projeto PROCARTE 2017, registro nº 026.2.035-2017, “Construindo a Própria História: racismo e representatividade da criança negra na literatura infantil”. Tem como objetivo Promover diálogos sobre racismo, representatividade e diversidade com crianças das escolas Municipais de Educação Infantil de Diamantina, mediados pela história infantil “Eu posso ser...O que eu quiser ser!”.

Gestor Virtual: construindo uma gestão pública participativa registro 063.2.243-2018 PROEXC, o aplicativo é produto de um processo maior e coletivo, fruto de um projeto de ensino sobre Mobilização Universitária, iniciado em 2017 pelos estudantes do curso de Sistemas de Informação da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - UFVJM, na disciplina de Administração I. Busca apresentar uma solução para os problemas de infraestrutura das vias públicas e saneamento básico na cidade de Diamantina/MG. Através do aplicativo, o cidadão vai apontar o problema, enviar uma foto registrada com a câmera do celular, fazer observações mais detalhadas sobre a demanda, sinalizar o local através do GPS (atualmente a maioria dos smartphones possuem essa tecnologia) e reportar diretamente ao setor responsável, encurtando assim a relação entre as secretarias municipais e o cidadão. Vale salientar que o aplicativo envia um e-mail para a prefeitura com as especificações da demanda, bem como para o cidadão que, a partir de então, passa a acompanhar e fiscalizar a resolução do problema.
Diamante Tour: registro 061.2.241-2018 PROEXC, perante a falta de informações turísticas, conjuntamente com o visível potencial da cidade de Diamantina em ampliar suas atividades neste ramo devido à sua história e belezas naturais foi proposta a criação de um site que oferecesse informações a respeito para a divulgação de hospedagem e propaganda das atrações que a cidade apresenta, o Diamante Tour.

Vale de Oportunidades e Serviços: registro 062.2.242-2018 PROEXC, o objetivo desse projeto é desenvolver uma plataforma online, que tenha meta conectar o maior número possível de pessoas a oportunidades de serviços, contribuindo para uma diminuição da taxa de desemprego, satisfazendo os comércios e possibilitando a inserção dos profissionais autônomos no mercado de Diamantina. O nome dado ao aplicativo será “Mapa de oportunidade de trabalho”. Haverá também na plataforma uma seção para que os profissionais que oferecem algum serviço autônomo divulguem seus serviços para a comunidade local.